Tags

,

À PROCURA DO BEIJO A MEIA NOITE (In Search of A Midnight Kiss)

EUA, 2007 – 95 min

Drama / Comédia

Direção:  Alex Holdridge

Roteiro: Alex Holdridge

Elenco:  Scoot McNairy, Sara Simmonds, Brian McGuire, Kathleen Luong, Twink Caplan, Robert Murphy, Justin Huen

A grande maioria dos filmes românticos gira em torno do final, “felizes para sempre.” É sobre a promessa de um amor que durará por toda a eternidade, sobre almas gêmeas que se encontram uns aos outros em um mundo onde as probabilidades estão contra eles. ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ segue um cronograma diferente. Este filme é sobre o momento: como uma conexão intensa pode ocorrer entre dois seres que se conhecem e passam a noite. É sobre a intersecção inebriante na vida de duas pessoas solitárias que podem nunca mais se ver, é um esforço irresistível sobre duas almas solitárias esperando encontrar alguma pitada de alegria nas ruas de Los Angeles. ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ é maravilhosamente romântico e romanticamente agridoce. Inteligente, perspicaz e um pouco cínico, um filme que derruba a comédia romântica tradicional, em estabelecer as realidades do mundo moderno. Não se trata de para sempre, trata-se de agora.

Intencionalmente ou não, ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ segue o roteiro básico de Richard Linklater, ‘Antes do Amanhecer’. No entanto, com a prosaica Los Angeles ao em vez de Viena, e um algo extra é necessário para melhorar o romance. O escritor / diretor Alex Holdridge elege apresentar o filme em preto-e-branco, uma escolha que não só dá dicas de um filme de baixo orçamento, nas origens indie, mas repudia a narrativa do puramente racional mundo real. Em preto-e-branco, LA parece muito mais com Viena do que seria em cores.

Wilson (Scoot McNairy) é problemático, solitário e confuso – em outras palavras, um escritor de comédia. Ele tem 108 dólares no banco e está desempregado. É véspera de ano novo e Wilson está prevendo passar outro ano novo sozinho. Seu companheiro de quarto, Jacob (Brian McGuire), tem uma idéia: decide colocar um anúncio de Wilson no Craigslist (A Craigslist é uma rede de comunidades online centralizadas que disponibiliza anúncios gratuitos aos usuários. São anúncios de diversos tipos, desde ofertas de empregos até conteúdo erótico. Via Wikpédia) com a certeza de alguém responder antes da passagem do ano. Relutante, após o incentivo de Jacob e de sua namorada Min (Kathleen Luong), Wilson concorda, começando seu anuncio com “Misantropo procura misantropa…” Apenas algumas horas se passaram antes dele receber uma resposta de Vivian (Sara Simmonds) o convidando para uma entrevista de candidatos, pois ela não quer passar a véspera com um perdedor.

No restaurante onde é a “sala de audição” Wilson espera por Vivian. Ela alega ter 17 anos e então acusa Wilson de ser um pedófilo estuprador, mas logo revela verdadeiramente ter 27. A conversa transcorre tranquilamente, depois disso, e ela lhe dá algumas horas antes dela chamar outro candidato. Neste ponto podemos imaginar que o encontro será muito curto e que sangue poderá ser derramado. Após convencê-la, começa uma longa jornada durante toda a noite, coreografado com delicadeza, humor e emoção pelo diretor-roteirista Alex Holdridge e fotografado em glorioso preto e branco por Robert Murphy. Eles se conectam e passam a noite andando por Los Angeles, conversando, discutindo, se separando e voltando a ficar juntos. Eles revelam segredos, entram em pequenas aventuras, mas a questão permanece: Será que o beijo da meia-noite ocorrerá e se isso acontecer, vai levar a algo mais?

Embora os temas das conversas em ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ não seja tão filosóficos ou convincentes quanto aqueles em ‘Antes do Amanhecer’, a química entre os atores e as formas pelas quais eles se relacionam uns com os outros é. Ambos os indivíduos foram mal tratados pelas mãos do amor. Wilson anseia pela garota que ele deixou em casa e Vivian está tentando romper com um abusivo ex-namorado que a traía. Eles revelam seus passados uns aos outros, mas não falam sobre o futuro. Cada um deles sente que não importa o quão real são os seus sentimentos nesta noite, eles não estarão juntos em um ano ou um mês, ou mesmo uma semana. Mas eles sempre terão este momento mágico do Ano Novo para poder olhar pra trás.

Se Holdridge comete um erro, é de vez em quando interromper a jornada de Wilson e Vivian para contar a história paralela de Jacob e Nim. No início do filme, aprendemos algumas coisas sobre este casal. Nim está ficando entediada com o relacionamento de dois anos, e Jacob está tentando reunir coragem de pedir ela em casamento. Embora essa relação não seja intrinsecamente desinteressante, ele suga o tempo da odisséia de Wilson e Vivian por Los Angeles e não é dada substância suficiente para torná-lo mais do que uma diversão. Em filmes como este, a coisa mais importante não é o diálogo ou o enredo. Em vez disso, ele é como trabalham os atores. A ansiedade e a incerteza na reunião inicial se desenvolvem em uma camaradagem cautelosa antes de dar lugar a algo mais profundo com a ressonância emocional. Seguimos como eles nessa viagem do começo ao fim, onde começam e terminam como estranhos como amantes em potencial. Como em ‘Antes do Amanhecer’, o destino é a parte menos interessante da viagem. O verdadeiro prazer é ver a relação se desenvolvendo, e grande parte do crédito por isso vai para os atores. Se eles não acreditassem em seus personagens, então isso se tornaria uma viaje maçante e romantizada por Los Angeles.

O filme não é apresentado em tempo real, mas há um sentido que nós vemos tudo o que precisa ser visto. As chances que tomam e os erros que fazem aumentar os poucos momentos de felicidade, quando eles se conectam a um nível além do que se espera de um encontro às cegas.

Holdridge deve ser um romântico, porque seria impossível para um cínico fazer esse filme. Ele também é claramente um afiado observador da natureza humana, porque o coração de ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ é a forma como homens e mulheres se comportam em relação um ao outro. Há um elemento de imaturidade emocional sobre o filme, mas ele pertence aos personagens, não ao filme. Em vez do romantismo, engraçado e assustadoramente honesto, o filme de Holdridge desarma na sua vontade de expor o narcisismo e carência de Wilson e Vivian, os seus respectivos pontos vulneráveis e aflições psíquicas. Ambos são ou aspiram a fazer sucesso com filmes: Ele não chega a lugar algum com seus roteiros, enquanto Vivian – sem a timidez demissionária da literatura e da arte – é uma atriz, é claro. E assim, ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ é muito mais um filme sobre Hollywood, também: do sonho aos sonhadores.

A história é obviamente influenciada pelas obras de Richard Linklater ‘Antes do Amanhecer’ e “Antes do Pôr-do-Sol“. Mas, ‘À Procura de um Beijo à Meia-Noite’ não é uma homenagem ou um trabalho de reciclagem. É um filme com a sua própria existência orgânica, com sua própria razão de ser. É finalmente uma verdadeira e comovente história. Eu vim a me preocupar com Wilson e Vivian. Espero que eles tinham um ano novo feliz.